Dose de Poder #016 (Dor e Prazer V)

Tempo de leitura: 1 minuto

“Acho que os prazeres devem ser evitados se acarretarão dores maiores como consequência, e que as dores a serem desejadas são aquelas que resultarão em maiores prazeres.” – MICHEL DE MONTAIGNE

A verdade é que raramente estamos com a mentalidade programada para vencer no longo prazo. Não seria excelente viver uma vida de maiores prazeres no futuro. No entanto, a maioria das pessoas são imediatistas e buscam o prazer no curto prazo, assim como evitam a dor no curto prazo.

Mas essa é uma grande cilada.

Pois é muito comum algo que causa dor no curto prazo ser benéfico no longo prazo. Assim como algo que lhe oferece prazer no curto prazo pode com frequência lhe causará dor no longo prazo.

Vamos ver alguns exemplos:

  • Poupar 20% da sua receita. A curto prazo parece ruim, pois você poderia usar pra sair jantar ou quem sabe até viajar, mas e a longo prazo? Você está se planejando para uma aposentadoria digna? Se poupar 20% do dinheiro mensal, no longo prazo terá independência financeira.
  • Reeducação alimentar. A curto prazo é ruim, pois você irá se privar de comer alguns alimentos preferidos e até sentir uma pontinha de fome eventualmente. Mas a longo prazo, você terá o corpo que deseja, será mais atraente e saudável. Nesse caso, submeter-se aos caprichos do imediatismo, te trará um prazer momentâneo. Mas no longo prazo você se sentirá frustrada, insatisfeita, sentirá que não possui o controle da própria vida, sem falar de saúde.

Lembre-se,  dessa questão com relação a qualquer coisa valiosa que você deseje obter. Faça a pergunta para si mesma: isso esta de acordo com meus objetivos a longo prazo? 

Algo pode até lhe causar dor a curto prazo, a fim de obter o prazer a longo prazo. Você deve ter essa clareza para fortalecer sua convicção em seu propósito.

O próximo post da série é: Dose de Poder #017 (Dor e Prazer VI)

Eu  também tenho compartilhado esses textos no Facebook, se quiser conferir é só clicar AQUI.

Com amor Paula.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *